Flor da Serra do Sul - Sudoeste do Paraná     
 
Conheça melhor o município de Flor da Serra do Sul

 

Aspectos Gerais

 

Gentílico: sulflorence
Data de Fundação: 22/12/2009

Área: 254, 886 km²
População: 0 habitantes
Altitude Média: 905 m
Clima: Subtropical

Geologia
O município encontra-se sobre um derrame basáltico antigo, no Terceiro Planalto do Paraná, ou Planato de Guarapuava. A composição do Solo é basicamente Latossolo Distrófico Roxo de textura argilosa.

Clima
O clima predominante de Flor da Serra do Sul e o Subtropical na Classificação de Köppen é Cfa (temperado, com invernos amenos cuja temperatura é superior a -3ºC e inferior a 18ºC e verões quentes com temperatura superior a 22ºC ).

Entretanto no centro do município, nas áreas entre 850 e 950 m de altitude ocorre a classificação climatica Cfb. Em termos quantitativos, podem ocorrer em dias de condições atmosféricas semelhantes, gradientes de até 5°C entre as baixadas no leste e norte do município. Graças à distancia de cerca de 610km do oceano, a amplitude térmica anual é de 9°C, sendo uma das maiores do estado.

Com isso os invernos tendem a ser mais frios e os verões mais quentes que regiões com latitude e altitude semelhantes, porém localizadas em lugares mais próximos ao mar. A parte urbana da cidade sofre muita ação dos ventos, pois está localizada em uma espécie de serra. Deste modo o vento costuma ser de forte intensidade proporcionando um sensacao termica baixa no inverno e moderada no verão.

Vegetação
A cobertura vegetal original do município é considerada como Floresta Ombrófila Mista[10]. As árvores nativas mais comuns são o Pinheiro-do-Paraná, Angico, Cedro, Ipê-Roxo, Ipê-Amarelo, Canafístula, Cerejeira entre outras. Atualmente a cobertura vegetal está bastante diminuída em relação há 20 anos atrás, porém ainda existem muitas áreas cobertas por mata nativa, principalmente nas partes de relevo mais acidentado.

Durante os últimos 20 anos extensas áreas cobertas por Eucaliptos e Pinus vêm sido plantadas, sendo que estas duas espécies representam hoje duas das principais espécies vegetais encontradas no município, sendo muito utilizadas como lenha e para produção de papel. Já na área urbana a cobertura vegetal é razoalvemente boa, sendo as espécies mais disseminadas o Ligustro, a Ana-Cauíta, os Ipês e a Canela.

Durante o inverno parte da vegetação perde as folhas, mas muitas espécies ainda conservam a folhagem verde, característica do clima subtropical, moderadamente temperado.

Pluviometria
As chuvas são bem distribuídas ao longo do ano com maior incidência na Primavera e Outono e a menor durante o inverno (em volume). Já considerando-se os dias chuvosos, observa-se uma média de 11 a 14 dias chuvosos por mês entre os meses de Setembro até Março e de 8 a 10 dias entre Abril até Agosto.

A precipitação anual é superior a 2 mil milímetros, mas costuma variar bastante, principalmente devido a eventos como o El Niño. Na região um período superior a 30 dias sem chuvas já podem ser considerado como seca, períodos superiores a 60 dias sem precipitação são considerados como seca severa.

 

História

 

Flor da Serra do Sul, é nao só de emancipacao recente, mas tambem de formacao das mais recentes do Sudoeste. Só em 1950 é que chegou ao local do futuro municipio o seu primeiro morador, com o sugestivo nome de Anaccleto Paraná. O Segundo foi Juca Ferreira.
A maioria dos migrantes do sul, que os seguraim e ocuparam a regaio, tinham sobrenomes que denunciavam a sua origem alema e italiana: Vestruk, Bender, Leal, Gross, Perondi, Krause, Thiessen, Piasson, Caetano, Barreto, etc.
As Primeiras casas eram de madeira de pinho lascada e a agricultura inicipiente era voltada para o consumo, ante as dificuldades de transporte para outros centros. E ainda nos meados da decada de 1960, o extrativismo do pinhao porporcionava importante fonte de renda, com a proximidade da fronteira facilitando sua comercializacao clandestina com a Argentina.
Conta a tradicao que o nome do lugar surgiu em meio às conversas e cantorias dos conhecidos repentes da cultura riograndense entre moradores do lugar e viajantes qaue se reuniam no estabelecimento de Lidio Martins, louvando o lugar como uma verdadeira “Flor da Serra. O Acrescimo “do Sul” veio com os tramites legais para a emancipacao que ocorreu em Março de 1992.
Criado através da Lei Estadual nº 9300, de 18 de junho de 1990, foi desmembrado de Salgado Filho, Marmeleiro e Barracão. Na terceira gestão administrativa, Flor da Serra do Sul é hoje um município que conta com toda infra-estrutura para atender a comunidade local em seus anseios. Também é, além de belo, formado por um povo honesto e batalhador, uma das cidades que desponta com maior potencial de crescimento na região do Sudoeste do Paraná.
Graças a sua localização geográfica estratégica, Flor da Serra do Sul é visto, por empreendedores, como um bom local para a instalação de indústrias. A pujança que atualmente o município apresenta é fruto do trabalho coeso e harmônico do Poder Público Federal, Estadual e Municipal através da competência e dedicação municipalista do Deputado Federal Nelson Meurer, das ações firmes em defesa do Município do Deputado Estadual Ademar Luiz Traiano, que em parceria com a população, a qual sempre respeitou e respaldou as ações desencadeadas pelo governo municipal tendo voz ativa nas decisões que lhe diziam respeito. A comunidade de Flor da Serra do Sul pode afirmar com orgulho que dispõe de todas as estruturas necessárias nos setores de saúde, educação, agricultura, ação social e saneamento básico.
E as projeções para o futuro são ainda mais positivas e animadoras. O crescimento do comércio e da indústria faz acreditar que o município terá um progresso ainda maior e freqüente. Neste contexto, é indispensável e imprescindível que a comunidade prossiga apoiando e entendendo o trabalho de seus representantes municipais, porque o Poder Público não pode andar sozinho, precisa da participação de sua gente.
Os munícipes sulflorense são o motivo principal da existência de Flor da Serra do Sul e são os responsáveis diretos pela continuidade deste processo de desenvolvimento, pois a administração tem somente a incumbência de gerenciar a prefeitura e aplicar os recursos a ela destinados. Venha conhecer o nosso Município.

 

Indicadores

 

 

Símbolos e Hino

 


BRASÃO



BANDEIRA



HINO DE FLOR DA SERRA DO SUL

No encontro de três povos, um novo rumo foi buscado,
Gaúchos e catarinenses com paranaenses irmanados,
Foi com lutas e sacrifícios, palmo a palmo conquistado.
O solo fértil, num planalto cercado com pinheirais,
Com trabalho e justiça expandiu-se mais e mais

Flor da Serra, Flor da Serra, onde o céu é mais azul,
Flor da Serra no passado, hoje Flor da Serra do Sul.

E passados muitos anos, um brado forte ecoou,
Ser distrito era pouco e um plebiscito se criou,
Em dezoito de Junho de noventa, a assembléia aprovou,
Com anseio, com justiça, Flor da Serra emancipou,
Em vinte e dois de Dezembro, a bandeira levantou.

Nos braços do sudoeste, no querido Paraná,
Na rota do Mercosul, és a estrela a brilhar,
A ecologia, nossas culturas, belas fontes a brotar,
É celeiro de fartura, resplandece encantos mil,
Povo gentil e hospitaleiro que engrandece o Brasil.

Letra: Elio Antonio Bernardon / Vanderlei Chorna
Música: Vanderlei Chorna / Elio Antonio Bernardon


 

Fotos do Município

  Fotos Antigas

Fotos Atuais

 

 

 
Publicidade
Publicidade
Menu Sudoeste Online
»  Últimas Notícias
»  Galerias de Fotos
»  Agenda de Eventos
»  Guia de Empresas e Negócios
»  Guia de Imóveis
»  Guia de Empregos
 
»  Prefeitura Municipal
»  Câmara de Vereadores
»  Associação Comercial e Empresarial
 
»  Contato
»  Anuncie
Sobre Flor da Serra do Sul
»  Aspectos Gerais
»  História
»  Indicadores
»  Símbolos e Hino
»  Fotos do Município


Central de Atendimento

(46) 3536-5397


comercial@sudoesteonline.com.br