Francisco Beltrão - Sudoeste do Paraná     
 

Francisco Beltrão   |  Expobel   |   sexta-feira, 18 de março de 2016

Microempreendedores individuais foram atração da Expobel, em Francisco Beltrão

O Pavilhão dos MEIs foi uma das novidades da 27ª Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Francisco Beltrão - Expobel, realizada de 4 a 13 de março, em Francisco Beltrão, na região sudoeste do Paraná. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Francisco Beltrão investiu R$ 40 mil na estrutura com 800 m², montada para receber 32 microempreendedores individuais, distribuídos em estandes de 9m². A exposição dos produtos e serviços de microempreendedores individuais atraiu visitantes que passaram pelo Parque de Exposições Jayme Junior, além de caravanas de municípios das regiões sudoeste e oeste do Paraná e até de Santa Catarina.

A secretária de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico de Francisco Beltrão, Jovelina Chaves da Silva, explica que o Pavilhão dos Meis foi formatado para fomentar o desenvolvimento dos microempreendedores individuais e inseri-los na Expobel, que na sua visão é a terceira maior feira do Paraná. A secretária salienta que foi preciso adotar critérios para a seleção dos MEIs que participariam da Expobel e que cada um deles teve que investir R$ 450,00, com a possibilidade de pagar em três parcelas. “Até o dia 3 de março, havia 2.383 microempreendedores individuais em Francisco Beltrão. Decidimos premiar aqueles que participaram de todas as capacitações oferecidas pelo Centro Empresarial. “O grupo que participou da feira sempre esteve pronto, disposto a seguir toda a cartilha da casa. Identificamos aqueles que estiveram presentes em tempo integral, querendo ter seus diferenciais, buscando realmente o aprendizado”, afirma.

Jovelina conta que os MEIs selecionados participaram de uma capacitação realizada pelo Sebrae/PR, no mês de fevereiro, com o tema “Como expor melhor os produtos”, com o consultor Heladio Balerini. A consultora do Sebrae/PR, Claudineia Cabral, acrescenta que a palestra aconteceu na Sala do Empreendedor e recebeu 58 participantes. “Eles foram preparados para estar na Expobel. A feira foi o coroamento de um trabalho desses empreendedores. O pavilhão destinado a eles trouxe valorização, pois puderam expor seus produtos para a comunidade com identificação exclusiva (placas e uniformes), demonstrando organização e profissionalismo”, diz Claudineia.

Visibilidade favorece contatos
Sonia Dapper, 32 anos, MEI desde 2011, foi uma das expositoras no Pavilhão dos MEIs da Expobel. Sonia conta que nunca havia participado de uma feira tão grande e que teve receio, no início. Após assistir à palestra promovida pelo Sebrae/PR sentiu-se confiante para enfrentar o desafio. “Não tinha experiência em feiras de grande porte. Mas, na palestra, recebi orientações de como montar o estande corretamente, a forma adequada de atender ao público, já que a abordagem é diferente em feira. Contribuiu bastante para nos organizarmos melhor”, relata Sonia.

Produzindo e comercializando moda íntima feminina, Sonia está em um nível avançado no microempreendedorismo individual. Após iniciar a confecção das peças em casa, atualmente ela tem uma pequena fábrica com ponto de venda em anexo e é a única MEI do pavilhão a contar com uma colaboradora. “O próximo passo será receber consultoria do Sebrae/PR sobre finanças para verificar a viabilidade de migrar para o sistema de microempresa”, observa.

Marines Zanom, 22 anos, é uma das representantes do microempreendedorismo na agricultura familiar. Há um ano, ela iniciou a produção de pães, bolachas, cucas e salgados na propriedade na Cabeceira do Rio do Mato (cerca de 20 km do centro de Francisco Beltrão), vendendo de casa em casa e também por encomenda. A participação no Pavilhão dos MEIs teve um objetivo bem claro. “Estou procurando fornecer para os mercados, para aumentar as vendas. A intenção foi divulgar os produtos, mostrar que tudo é feito com carinho e cuidado. Participar da Expobel foi uma oportunidade de fazer novos contatos”.

A artesã Mari Bernardi, 41 anos, formalizou seu trabalho em decoração há um ano e também procurou ampliar a rede de contatos com fornecedores e possíveis clientes. “Antes de me tornar MEI, trabalhei por um ano de maneira informal. A diferença é muito grande. Trabalhando informalmente, você acaba ficando no anonimato. Fica difícil de divulgar seus produtos. Depois que me formalizei meu atelier no Centro Empresarial, recebi todo o apoio necessário para poder trabalhar e crescer”. Mari comemora a chance de participar do Pavilhão dos MEIs. “Estar na Expobel dá uma visibilidade muito grande. É uma oportunidade de divulgar ainda mais nosso trabalho, não só em Francisco Beltrão, mas para toda a região”.

O Pavilhão dos MEIs acabou gerando aumento do fluxo de pessoas no Centro Empresarial. Segundo a secretária Jovelina Chaves da Silva, foi sensível o aumento de interessados em conhecer os procedimentos para tornar-se um microempreendedor individual.

Fonte: Assessoria de Imprensa SEBRAE

 



Veja também

15/12/2016 
Oportunidade de Emprego
22/04/2016 
Maratona de programação apresenta soluções para o varejo
22/04/2016 
Estudantes da Engenharia Química visitam Embrapa em Concórdia
22/04/2016 
Especialistas apresentam alternativas para a indústria do vestuário na região sudoeste
22/04/2016 
Participantes do Clube da Bezerra visitam câmpus
 

 

 
Publicidade
Publicidade
Menu Sudoeste Online
»  Últimas Notícias
»  Galerias de Fotos
»  Agenda de Eventos
»  Guia de Empresas e Negócios
»  Guia de Imóveis
»  Guia de Empregos
 
»  Prefeitura Municipal
»  Câmara de Vereadores
»  Associação Comercial e Empresarial
 
»  Contato
»  Anuncie
Sobre Francisco Beltrão
»  Aspectos Gerais
»  História
»  Indicadores
»  Símbolos e Hino
»  Fotos do Município


Central de Atendimento

(46) 3055-5420


comercial@sudoesteonline.com.br