Pato Branco - Sudoeste do Paraná     
 
Conheça melhor o município de Pato Branco

 

Aspectos Gerais

 

Gentílico: pato-branquense
Data de Fundação: 14/11/1952

Área: 539,029 km² km²
População: 0 habitantes
Altitude Média: 760 m
Clima: Subtropical Úmido Mesotérmico

Clima
O clima de Pato Branco na Classificação de Köppen é Cfa (temperatura média no mês mais frio inferior a 18°C temperatura média no mês mais quente acima de 22°C, com verões quentes, geadas pouco frequentes e tendência de concentração das chuvas nos meses de verão, contudo sem estação seca definida). O clima de Pato Branco é também sujeito a nevadas ocasionais, as quais, nos anos recentes, ocorreram em 1994 e 2000. Trata-se de um clima tipicamente subtropical úmido, com chuvas bem distribuídas ao longo de todo ano, isto é, sem uma estação seca definida, mas com um verão, outono, inverno e primavera sensivelmente perceptíveis. O clima da cidade é também influenciado pela altitude moderada da região e também pela continentalidade (em razão da distância em relação ao litoral).
• Temperaturas médias:
o Mês mais quente: Janeiro 22,5C.
o Mês mais frio: Julho 14,2C.
• Temperaturas extremas (dados registrados após 1980):
o -5,6C em Julho de 2006.
o +36,7C em Fevereiro de 2005.

Brasão
O Brasão do Município compõe-se de um escudo de formato ibérico, terciado em pala de blau (azul). O pato, de plumagem branca volante e centrado no chefe do escudo e a faixa ondulada no contra chefe diminuto do escudo evocam o nome do Município, revelando assim as ARMAS FALANTES do lugar. A faixa branca ondulada representa o Rio Pato Branco. As duas chaves, de ouro e prata, postas em aspa do escudete de goles (vermelho) sobre a porta central da coroa mural, representam o Santo padroeiro do Município (São Pedro).
Os dois suportes, representados por um ramo de milho espigado à direita e por um ramo de soja frutificado à esquerda, simbolizam as principais culturas agrícolas do Município (1987). A abreviatura cronológica à direita indica a data de criação do Município e a abreviatura cronológica à esquerda indica a data da Instalação do Município. (Lei Municipal 655/86)

 

História

 

Durante a primeira década do século passado, na Fazenda Denominada São Francisco de Sales, hoje parte dos Municípios de Mariópolis e Clevelândia, estabeleceram-se no Sudoeste do Paraná as primeiras famílias vindas do Rio Grande do Sul. Uma dessas famílias, que migravam fugidas de perseguições políticas, tinha como “chefe”, um sujeito conhecido como João Arruda, um dos primeiros desbravadores gaúchos na região.
As primeiras roças feitas às margens do Rio Chopin foram feitas por Arruda. Foi ele quem nomeou de Pato Branco um dos afluentes do Rio Chopin, justamente por ter abatido um pato selvagem de plumagem branca, nas margens daquele rio. Assim, sem querer, estava batizado o rio que futuramente veio a emprestar seu nome para o Município de Pato Branco.
Mais tarde o Governo do Paraná criou, em 1.918, a Colônia Bom Retiro, para acolher os insatisfeitos quanto a decisão sobre o Contestado. Tratava-se de pessoas que, entre outros motivos, não aceitavam morar nas terras Contestadas que passaram a ser de Santa Catarina.
Na Colônia de Bom Retiro inicialmente se destacaram duas Vilas: Bom Retiro e Vila Nova. Esta última junto às margens do Rio Ligeiro e a outra nas margens do Rio Pato Branco. Vendo a prosperidade da nova região muitos moradores de Palmas e Clevelândia mudaran-se para as vilas, contribuindo ainda mais para o desenvolvimento local.
Na década de 30, sabendo do crescimento da região Sudoeste do Paraná, o Governo Federal criou uma linha Telegráfica de Ponta Grossa até Barracão, passando por Guarapuava e Clevelândia. Entre Clevelândia e Barracão foram criados dois postos de telégrafo, sendo um deles em Bom Retiro, conhecido como Posto do Rio Pato Branco.
Porém existia um problema: levava meio dia, a cavalo, para os moradores de Vila Nova – os principais usuários do telégrafo – chegar até o posto de Bom Retiro. Em 1.938 o impasse foi resolvido pelo juiz de paz Manoel Branco, que conseguiu levar uma linha de telégrafo para Vila Nova, distrito em que residia a mais de um ano.
O ramal trouxe consigo a expressão “Pato Branco”, ou seja: o telégrafo de Vila Nova continuou sendo identificado como posto do Rio Pato Branco. Os operadores jamais se correspondiam com outras localidades utilizando os nomes de Vila Nova ou Bom Retiro. Logo as demais cidades do estado conheciam a região como Pato Branco, promovendo assim a mudança de nome do distrito.
A partir de 1.938, os cartórios oficializaram, aos poucos, o nome “Pato Branco”. Registros relatam uma mutação que passou por nomes como: Vila Nova de Pato Branco, Vila de Pato Branco – ex-Bom Retiro, Distrito de Pato Branco – ex-Bom Retiro, Distrito de Pato Branco e Pato Branco.
Então, quando o Município desmembrou-se de Clevelândia, ele já se chamava Pato Branco há pelo menos uma década.
Referências: Luiz Fernando Cardoso e Sitilo Voltolini (autor do livro “Retorno”)

 

Indicadores

 

 

Símbolos e Hino

 

HINO DE PATO BRANCO

Amamos Pato Branco tão querido,
Tão rico e grandioso em tradição,
Forjado na luta e na coragem
De gente de valor e de ação.


Vamos cantar, lutar e enaltecer,
Participar com fé em sua vida e seu crescer!
Cante o fundo de noss`alma;
Pato Branco, tu és nosso lar!

Suporte de saber e de cultura,
És altivo, tens de Deus a proteção,
Teu progresso a teu povo enobrece,
Em tua saga há beleza e gratidão.

Vila Nova, Bom Retiro te chamaram
E, hoje, Pato Branco, com ardor,
Representas a grandeza de teus filhos,
Simbolizas tua fibra e seu vigor.

Letra: Francisca Rocilda Alves da Silva
Música: Valdir Alves da Silva


 

Fotos do Município

  Fotos Antigas

Fotos Atuais

Clique aqui para ampliar a imagem
Imagem: Prefeitura Municipal
     

 

 

 
Publicidade
Publicidade
Menu Sudoeste Online
»  Últimas Notícias
»  Galerias de Fotos
»  Agenda de Eventos
»  Guia de Empresas e Negócios
»  Guia de Imóveis
»  Guia de Empregos
 
»  Prefeitura Municipal
»  Câmara de Vereadores
»  Associação Comercial e Empresarial
 
»  Contato
»  Anuncie
Sobre Pato Branco
»  Aspectos Gerais
»  História
»  Indicadores
»  Símbolos e Hino
»  Fotos do Município


Central de Atendimento

(46) 3536-5397


comercial@sudoesteonline.com.br