Salgado Filho - Sudoeste do Paraná     
 

Salgado Filho   |  Assistência Social   |   segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Assistência Social destaca o atendimento às mães em Salgado Filho

No dia 15, o Cras (Centro de Referência e Assistência Social) de Salgado Filho ofereceu para mulheres dos clubes de mães, para as beneficiárias do Bolsa Família e demais mães do município, um curso de aproveitamento do leite, para produzir doce de leite, requeijão, iogurte e danoninho, entre outros produtos lácteos.

O curso faz parte de um programa da Assistência Social do município, que promove cerca de dois cursos por mês, "para melhorar a qualidade de vida das famílias do Bolsa Família e do interior", comenta Lemir Reisdoerfer, coordenadora do Cras.

Terezinha Polla Batista é uma das participantes. Ela mora na cidade, está aposentada e participa de todos os cursos que pode. "É muito bom a gente conhecer, saber fazer, porque tudo isso é usado para coisas caseiras, coisas que estão ao nosso alcance, então é um aproveitamento que a gente pode fazer na família e também para fins lucrativos. Para quem gosta da culinária é um prato cheio".

Com um pouco da técnica que aprendeu nesses cursos, Tere começou a vender bolos e incrementar a renda da família. Ela acrescenta que os cursos não são só para isso - eles também aumentam a socialização entre as participantes. "A gente forma uma família, porque a gente conversa, a gente se ajuda, um conta o problema para o outro e o dia passa que a gente nem vê."

Neide Rommen Petry, moradora do interior, concorda. "A gente aprende aproveitar o leite, aproveitar outras coisas. A gente que é do interior pode usar o que já tem lá e não precisa comprar no mercado."

Neide produz um pouco para vender e ajudar na renda da família, e o outro tanto fica para comer em casa - para ela, o marido e os dois filhos, um de 15 e o outro de 11 anos. "Eles gostam muito, porque é diferente, principalmente do iogurte, do danoninho, coisa que a piazada gosta mais e ficam esperando eu fazer."

Acompanhamento para as mães

Lemir comenta que o acompanhamento às mães é amplo e presencial. Da parte da Bolsa Família, a coordenadora comenta que o município tem cerca de 260 famílias credenciadas. "Eles têm atendimento individualizado e em grupo, a gente faz atividade, vai até as comunidades, reúne os beneficiários do programa e traz eles para fazer cursos aqui."

Além de receber as mães do interior na cidade, a Assistência Social vai até às comunidades e aproveita o espaço físico dos próprios clubes para as atividades. "Os clubes são organizados, realizam muitas atividades, fazem reuniões e têm destaque no Café Colonial da Festa do Vinho."

Este café é um dos maiores atrativos da Festa do Vinho e do Queijo de Salgado Filho. No decorrer do evento, o café chega a servir até 3 mil refeições - isso sem contar os cerca de 560 cafés servidos durante o lançamento da festa. "E isso é só os Clubes de Mães que fazem. A gente não tem nenhum funcionário pago pra isso. O lucro a gente divide, 30% fica para APMI e 70% vai lá na comunidade, para os clubes, e elas mesmas administram o dinheiro", conta Lemir.

Fonte: Jornal de Beltrão

 



Veja também

22/02/2016 
Prefeitura de Salgado Filho produzirá material didático contra dengue
28/12/2015 
Produtores de alho de Salgado Filho comemoram vendas
14/12/2015 
Missões Populares encerram em Salgado Filho e Manfrinópolis
10/09/2015 
Com bom público, escola realiza Semana da Família em Salgado Filho
10/08/2015 
Com bom público, escola realiza Semana da Família em Salgado Filho
 

 

 
Publicidade
Publicidade
Menu Sudoeste Online
»  Últimas Notícias
»  Galerias de Fotos
»  Agenda de Eventos
»  Guia de Empresas e Negócios
»  Guia de Imóveis
»  Guia de Empregos
 
»  Prefeitura Municipal
»  Câmara de Vereadores
»  Associação Comercial e Empresarial
 
»  Contato
»  Anuncie
Sobre Salgado Filho
»  Aspectos Gerais
»  História
»  Indicadores
»  Símbolos e Hino
»  Fotos do Município


Central de Atendimento

(46) 3536-5397


comercial@sudoesteonline.com.br