Santo Antônio do Sudoeste - Sudoeste do Paraná     
 
Conheça melhor o município de Santo Antônio do Sudoeste

 

Aspectos Gerais

 

Gentílico: santo-antoniense
Data de Fundação: 14/11/1951

Área: 325,672 km²
População: 0 habitantes
Altitude Média: 447 m
Clima: Sub-Tropical

Santo Antônio do Sudoeste é um município brasileiro do estado do Paraná. Sua população estimada em 2008 é de 19.260 habitantes. Sua emancipação política é datada de 14 de Novembro de 1951. Faz fronteira com o município argentino de San Antonio, localizado na província de Misiones. O rio Santo Antônio divide os dois municípios, que estão interligadas por uma ponte e respectivas aduanas. O Rio Santo Antonio foi a última divisa estabelecida entre a Argentina e o Brasil. Ele nasce no município de Santo Antonio do Sudoeste e vai desaguar no Rio Iguaçu. Para firmar o acordo da fronteira entre Brasil e Argentina pelo Rio Santo Antonio, foi solicitado ao Presidente dos Estados Unidos, Grover Cleveland, que fosse o juiz da causa. O limite do Brasil com a Argentina, tendo o Rio Santo Antonio como divisa, foi definido por Cleveland em 5 de fevereiro de 1895. Porém, a divisa só veio a ser definitivamente estabelecida em 1898 com o tratado assinado entre Brasil e Argentina pelo Ministro das Relações Exteriores, o General Dionísio Evangelista de Castro Cerqueira.

Atualmente Santo Antonio do Sudoeste é um pólo industrial de confecção de roupas. Sua economia também se baseia na pecuária e agricultura.

 

História

 

Os primeiros moradores a se instalarem na região onde hoje se localiza o município de Santo Antônio do Sudoeste, foram Dom Lucca Ferera e João Romero, oriundos da vizinha República do Paraguai, ali chegados em 1902. Encontraram naquela região grande quantidade de erva-mate nativa e, como a venda desse produto fosse vantajosa, iniciaram a sua extração e exportação para a Argentina.
Nos primeiros anos, aqueles exploradores enfrentaram muitas dificuldades, pois toda a região era um sertão que parecia não ter fim, habitada por grandes hordas indígenas e ligada a outros centros apenas através de picadas abertas em plena floresta. O surgimento efetivo do povoado, que recebeu a denominação de Santo Antônio, deu-se somente em 1912, com a chegada de um grupo de colonos tendo à frente Afonso Arrachea. O comércio de erva-mate continuou sendo a principal atividade dos habitantes da povoação, pois não havia estradas ou outras vias de comunicação que possibilitassem outros empreendimentos.
Dom Lucca Ferera foi substituído na extração e comércio de erva-mate, por uma empresa argentina com o nome de Pastoriza, a qual se dedicou a esse lucrativo ramo de atividade até que por volta de 1920. Após a elevação do povoado à condição de Distrito Administrativo e Judiciário do Município de Clevelândia, iniciou-se a abertura de estradas, as quais deram à localidade notável impulso, atraindo grandes levas de agricultores procedentes de outras regiões do Paraná e dos Estados de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, que ali se estabeleceram, dedicando-se à agricultura e, especialmente, à criação de suínos. Em 1951 foi criado o município de Santo Antônio, que pela Lei Estadual nº 5322, de 10 de maio de 1966 foi desmembrado do de Clevelândia, tomando a denominação de Santo Antônio do Sudoeste. Em 14 de dezembro de 1952 foi empossado o Sr. Percy Schreiner como primeiro prefeito municipal eleito.
Dom Lucca Ferera, ao colocar o nome de Santo Antônio no povoado, prestou dupla homenagem, sendo uma a seu filho chamado Antônio e outra, ao santo padroeiro da localidade. O topônimo foi acrescido de “Sudoeste” devido à sua localização.

 

Indicadores

 

 

Símbolos e Hino

 

HINO DE SANTO ANTÔNIO DO SUDOESTE

Santo Antônio do Sudoeste
Sentinela em dormida a velar
Tu nasceste de um sertão agreste,
Pelo valor de uma raça exemplar
E hoje ostentas a cidade ao vivo forte
Para gáudio do teu povo ao braço forte.

Santo Antônio, adorado rincão
Viverás para sempre em nosso coração
Santo Antônio, adorado rincão
Viverás para sempre em nosso coração

És um elo a ligar com afeição,
Nosso povo a um povo irmão
Aos que buscam pouso para se abrigar
Tens um solo dadivoso a ofertar

Santo Antônio, adorado rincão
Viverás para sempre em nosso coração
Santo Antônio, adorado rincão
Viverás para sempre em nosso coração

Aos maiores que ficaram na História
Nosso preito carinhoso de saudade
Os seus feitos da mais intensa glória
Lembraremos por toda a eternidade

Santo Antônio, adorado rincão
Viverás para sempre em nosso coração
Santo Antônio, adorado rincão
Viverás para sempre em nosso coração

És no Paraná varonil
Um celeiro de riqueza sem igual,
Recanto feliz do meu Brasil
Relicário de um ideal!

Santo Antônio, adorado rincão
Viverás para sempre em nosso coração
Santo Antônio, adorado rincão
Viverás para sempre em nosso coração

Letra: Sebastião Lima
Música: Sebastião Lima


 

Fotos do Município

  Fotos Antigas

Fotos Atuais

 

 

 
Publicidade
Publicidade
Menu Sudoeste Online
»  Últimas Notícias
»  Galerias de Fotos
»  Agenda de Eventos
»  Guia de Empresas e Negócios
»  Guia de Imóveis
»  Guia de Empregos
 
»  Prefeitura Municipal
»  Câmara de Vereadores
»  Associação Comercial e Empresarial
 
»  Contato
»  Anuncie
Sobre Santo Antônio do Sudoeste
»  Aspectos Gerais
»  História
»  Indicadores
»  Símbolos e Hino
»  Fotos do Município


Central de Atendimento

(46) 3536-5397


comercial@sudoesteonline.com.br