Vitorino - Sudoeste do Paraná     
 

Sulina   |  Adiante suas compras   |   quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Materiais escolares vão subir; ainda dá para comprar pelo preço antigo

Em um ano que o dinheiro está meio escasso no mercado, alguns pais estão antecipando as compras de material escolar. Os produtos que já tiveram um aumento médio de 10%, pode ficar ainda mais caro em 2016, segundo as projeções da Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (Abfiae).

Na Livrarias Curitiba a volta às aulas começou com a chegada do 13º salário, movimento que em anos anteriores só era visto a partir da segunda quinzena de janeiro. Por isso, a empresa está também antecipando o reforço aos estoques nas lojas já nesta semana, segundo informou o assessor da Livrarias Curitiba.

Na empresa, o aumento médio dos preços deste ano foi de 8%, na comparação com o mesmo período do ano passado. O reajuste menor é creditado ao volume de compras e ao fato delas terem sido feitas em agosto. Nesta elevação de preços estão computados os custos com mão de obra, aumento da carga tributária (estadual e federal), inflação e câmbio. No entanto, os itens que são importados podem apresentar um aumento beirando aos 30%.

Segundo a Abfiae, a desvalorização do real, aumento dos insumos e da mão de obra contribuíram para o aumento. ”Por conta da desvalorização do real, do aumento dos insumos, e da mão de obra, os artigos de papelaria estão mais caros”, explica Rubens Passos, presidente da associação.

O presidente ainda diz que os produtos fabricados no país, como caneta, borracha e massa escolar, podem ter um aumento de até 12% e que os produtos importados, como mochilas, lancheiras e estojos terão aumento entre 20% e 30%. “Nossa dica é que os pais façam pesquisas de preços e antecipem a compra de materiais”, orienta Passos.

Para fugir deste reajuste, os pais têm pesquisado muito os preços e dado preferência para os itens mais básicos e essenciais, segundo gerentes das lojas da Curitiba. Para alavancar as vendas, a empresa elaborou uma seleção de 20 itens, que devem estar nas lojas a partir da próxima semana. Por conta desta estratégia e de outras utilizadas ao longo do ano, a empresa projeta um crescimento de 5%. O patamar está abaixo do crescimento que vinha ocorrendo em outros anos, quando a evolução beirava aos 10%, 12%, mas é considerado bom, pela empresa, dentro do cenário atual.

Fonte: Bem Paraná

 



Veja também

16/03/2016 
Cão policial localiza maconha após buscas em terreno baldio em Vitorino
04/02/2016 
Governo anuncia bandeira amarela na conta de luz em março
30/12/2015 
Salário mínimo sobe para R$ 880 em 1º de janeiro
17/12/2015 
Vitorino ganha nova ponte de concreto
15/12/2015 
Instituto Fatum Educacional forma 45 especialistas em contação de histórias
 

 

 
Publicidade
Publicidade
Menu Sudoeste Online
»  Últimas Notícias
»  Galerias de Fotos
»  Agenda de Eventos
»  Guia de Empresas e Negócios
»  Guia de Imóveis
»  Guia de Empregos
 
»  Prefeitura Municipal
»  Câmara de Vereadores
»  Associação Comercial e Empresarial
 
»  Contato
»  Anuncie
Sobre Vitorino
»  Aspectos Gerais
»  História
»  Indicadores
»  Símbolos e Hino
»  Fotos do Município


Central de Atendimento

(46) 3536-5397


comercial@sudoesteonline.com.br